Entendo que o título desse post off-topic no meu site possa soar meio agressivo, mas vou me dar esse direito perto de algumas críticas pesadas que li a respeito de um filme brasileiro em cartaz. Ok que sou meio nacionalista, mas definitivamente não curto novelas ou certa tendência a baixarias despropositadas em filmes brasileiros, mas tem alguns críticos google afora que pegaram pesado e pisaram feio na bola ao só falar extremamente mal desse filme. Tenho a impressão que esse filme vai ser melhor criticado por pessoas de fora do país do que por alguns daqui, tamanho o preconceito de alguns com o que esperavam da história. Sou da opinião que, se alguém aí se considera um crítico de cinema, poderia dizer, no máximo, que o filme é mediocre, e que deixou a desejar, mas passar a dizer que é ruim ou muito ruim, definitivamente me soa estranho próximo do que eu vi há pouco no cinema.

Resolvi esse final de semana ver o filme Assalto ao Banco Central, mesmo depois de ler críticas que não apenas diziam que o filme era ruim, mas que só não explicitaram usando o termo merda por ser deselegante, emboram tenham se esforçaram para isso. Posso citar críticas como Marcelo Forlani fez no omelete.com.br, o Diego Benevides fez para o cinemacomrapadura.com.br, e Alan Barcelos em nivelepico.com.br , e certamente uma penca de outros. Sabe algumas coisas que armado para prever no filme? Que ele era repleto de cliches, falta cenas de ação, estava mais para novela, copiava demais o estilo americano em vez de assumir uma identidade nacional, entre algumas outras. 

Faltam cenas de ação

Algo que li é que no filme faltaram cenas de ação. Pergunta: quem critica isso por acaso sabe a história em que o filme se baseou? Será que ela teve mesmo alguma troca de tiros? Não, porra! Vocês queriam que o roteirias e diretor fizessem o que? Inventassem algo esdrúxulo? Quem sabe sair gritando palavrões por ai?

O ponto chave do filme está muito mais ligado a questão da estratégia e da organização do que na ação em si. Tinham três meses para cavar o túneo. Dava tempo. Na própria estratégia era baseada em entrar sem ser percebido para evitar ser pego. Quer algo mais genial do que isso? Justamente evitar o confronto com a polícia ou ser pego durante o assalto é que era a grande sacada da história. Sinceramente, se não houve mais cenas de ação é por não merecer tais cenas. Se fosse para isso, só iria piorar a história.

Minha impressão é que, nesse ponto, o filme soube dosar bem. Ok que posso não ter sido muito fã de uma e outra parte, mas isso vai da liberdade do realizadores. O filme definitivamente não precisa, nem deveria ser, totalmente como eu ou você amaria que fosse.

Tom de humor prevaleceu sobre o tom de tensão

Algumas criticas foram pesadas, e pesadas demais. Disseram algo como "esse filme foi desperdício de uma ótima história", e culparam a atuação dos atores por isso. Vamos refletir um pouco: o que vocês esperavam do filme? Ok, poderia ter um pouco mais de tensão na história, mas fica meio estranho achar que eles deveria conversar como se estivessem desarmando uma bomba. Ví criticas que diziam que parte do filme parecia reunir parte dos ingredientes que deram certo no filme Onze Homens e Um Segredo e, muito mais para fechar frases de impacto ao escrever tais críticas do que realmente parecer que era uma verdade, disseram que falharam miseravelmente nisso. Eu me vejo agora imaginando a história toda, trocando todo o foco tendendo ao humor para um tom de tensão, e eu não consigo imaginar que seria melhor.

E vale lembrar aos que não assistiram que, quando cito 'tom de humor', não me refiro a babaquices ou idioticês óbvias e escancaradas. Você não vê cenas meio forçadas a te fazer rir ou algo assim. O tom de humor de certas partes é sublime.

Filme repleto de chichês e cópias e tentativas de cópias de cinema americano de duas décadas atrás

Li as críticas, e procurei cena a cena por algumas citações que fizeram. Sabe o que eu percebi? Não eram exageros, e, as que tendiam a isso não eram o fim do mundo como andei lendo por aí a ponto de querer meu dinheiro de volta. Mesmo que fossem clichês, foram bem escolhidas. Uma e outra parte poderia ficar questionável, em especial eu citaria mais próximo do final com os dois federais que investigam o caso, e que os críticos são até melhor que eu para citar chichês e cenas mais óbvias. Mas na moral, hoje em dia é realmente complicado se escrever algo sem acabar sendo algo que já foi feito. São raros os exemplos em que algo pode ser totalmente novo.

Personagens ou muito explorados, ou pouco explorados

Alguns reclamaram que haviam pessoas demais no filme. Oi? Volto a citar: e a relação com a realidade? Quantas pessoas de fato foram usadas pra fazer o tunel? Outro ponto é que alguns personagens foram pouco explorados. Eu diria: e dai? Fica a critério dos realizadores decidir quem explorar mais e quem não.

Um filme com muita gente, naturalmente tem menor chance de se aprofundar, e até cair nos tais clichês, mas é extremamente caótido esse pessoal que quer criticar sob vários pontos de vistas diferentes e achar que uma mesma história tem que atender a todos.

Certas críticas me lembram a situação bizarra em que decadas atrás foi escolhido um americano pra estrelar cenas de Kung-fu, naquela época em que o Bruce Lee era um deus. Certas pessoas parecem querer que para algo ser bom ele deve ser meior que a realidade, mas dai se contradizem ao criticar certos cliches. Wtf?

Pontos que eu ressaltaria você perceber ao assistir (ou re-assistir) o filme

  • Engenhosidade acima da ação. Dicas: 1) O engenheiro, diz precisar de 4 meses para terminar o serviço, explica a completa dificuldade de faze-lo, que pode ser vista durante o filme, e ainda assim faz em três meses 2) Reforço a parte do "tenho orgulho de ser brasileiro" por um dos atores dentro do cofre, sem um tiro ser disparado.
  • Instinto acima da técnologia. Dica: cenas do polícial mais velho dando certos toques para a colega mais nova. Em geral ele descobre as coisas antes dela, porém ao mesmo tempo é ela que consegue provar que o que ele descobriu é verdade. Note porém que ela também critica ele, como na cena em que impede que ele altere o local do crime e ele argumenta "também não posso respirar aqui dentro?"
  • Não chega a ser uma apologia ao crime nem um puxa-saquismo a policiais. Dica: citações como "uma pequena distribuição de renda" minimiza o crime em si. Não há cenas que forçam a barra do tipo "a polícia sempre pega o bandido", ou algo nesse gênero. O filme foi bem dosado. 
  • Critica, suave, a corrupção de policiais. Dica: o que os amigos do ex-policial passam a fazer quando descobrem o que ele fez.
  • O filme não baixa o nivel. Dica: Poucos palavrôes. Poucas e curtas cenas de sexo, e mesmo assim sem exageros.
  • Não há exageros em efeitos especiais. Dica: não há tanta necessidade deles.
  • Crítica genial à Igreja. Dica: o pedido de um pastor a receber de doação dinheiro, mesmo sabendo que veio de meios ilegais como unico e exclusivo meio de salvação de um dos atores.
  • Critica ao sistema de segurança: Dica: o filme todo, mas cenas iniciais em que o policial critica o gerente (?) do banco são mais marcantes.

 

Considerações finais

Quem o levou adiante poderia sim, fazer melhorias, e receber criticas ajudam nisso, porém, pessoal aí que falou mal, parem um pouco pra pensar antes de escrever, e tentem procurar refletir um pouco antes de achar que deveria ser diferente porque vocês imaginavam que deveria ser diferente. Algumas críticas foram feitas por consequências naturais da história, em especial a grande quantidade de atores e a dita falta de tanta ação. O que eu pude ler foi mais a tentativa de massacrar o filme e associá-lo a novelas do que, pelo menos, dizer que era esperável esses e outros pontos que foram criticados.

Se você ainda não assistiu esse filme, mas está curioso. Assista. Nem que seja para chingar ou achar ruim. É uma boa saber que o pais está se esforçando para produzir algo melhor. E não confie muito em críticos que parecem só querer criticar porque é pop falar mal de algo tupiniquin. O Assalto ao Banco Central é um filme bom. Certamente não é um filme excelente nem um filme péssimo, mas é um filme bom, ou até muito bom, com certeza. 

comments powered by Disqus